Fork me on GitHub

Grupo de desenvolvedores de PHP do estado de São Paulo
Próximos encontros e eventos? Visite a página do PHPSP no Meetup

Dicas de como aumentar a produtividade no Ubuntu

Por em em Artigos

Sobre as dicas

 

Muitas vezes queremos facilitar nosso trabalho, automatizar tarefas, ou simplesmente tornar alguma coisa menos trabalhosa, sem necessariamente ter que fazer algo grandioso para isso.

Seguem algumas dicas de como facilitar partes de seu dia a dia no linux.

 

Atalhos de comandos (aliases)

 

Arquivo de atalhos: ~/.bash_aliases. Caso não exista, crie =)

Costumo usar bastante atalhos para comandos, facilita demais nossa vida.

 

Exemplo: estou trabalhando em um projeto chamado “Sistema Xpto”.

 

Então, sempre terei que acessar a pasta “/var/www/sistema-xpto” para gerencia-lo, seja git, pastas, executar comandos do projeto, etc.

No arquivo de aliases, a primeira linha eu coloco um comentário sobre o alias e a segunda é o próprio:

Então, toda vez que eu digitar no terminal “$ xpto”, ele irá entrar na pasta do projeto.

 

Ou por exemplo, para executar o cache clear do symfony:

 

Pode parecer pouca coisa, mas ajuda muito em não ter que ficar digitando comandos longos.

Para diretórios, atualmente estou testando o Autojump (https://github.com/wting/autojump).

Teste você também.

 

Terminal

Um terminal personalizado, bonito e cheio de funcionalidades: OhMyZSH.

O OhMyZSH (http://ohmyz.sh/) é um framework open-source para manipular configurações do shell ZSH. Com ele você terá um melhor controle de seu histórico de comandos, um visual mais eficiente, comandos novos e muitas outras coisas.

Acesse o site para mais informações.

Para instala-lo, este é o caminho:

  1. Instale o ZSH: $ sudo apt-get install zsh
  2. Instale o git-core se ainda não o tiver: $ sudo apt-get install git-core
  3. Instale o OhMyZSH (http://ohmyz.sh/)
    1. Via curl:
      • sh -c "$(curl -fsSL https://raw.github.com/robbyrussell/oh-my-zsh/master/tools/install.sh)"
    2. Via wget:
      • sh -c "$(wget https://raw.github.com/robbyrussell/oh-my-zsh/master/tools/install.sh -O -)"
  4. Execute o comando: chsh -s which zsh caso queira deixa-lo como shell padrão
  5. Reinicie o computador (sudo shutdown -r 0)

 

Caso não queira que o ZSH seja seu bash principal, pare no passo 3 e não avance, você pode defini-lo nas opções do terminal para utilizar somente quando quiser.

Terminal > Preferencias > Perfis > Novo

No nome do Perfil coloquei “ZSH”

Em Comando, marquei a opção (segunda opção): Executar um comando personalizado em vez do Shell padrão.

E como valor: /bin/zsh

Então baixei o “Terminator” (sudo apt-get install terminator) e utilizo-o sempre que quero rodar algumas coisas que não são possíveis no ZSH.

Minhas configurações são as seguintes:

Como tema (citado abaixo no segundo passo para corrigir a fonte bugada), eu utilizo o “agnoster”. Basta editar o arquivo ~/.zshrs.

No terminal, eu criei um Profile para usar o ZSH

Passos seguidos: https://gist.github.com/tsabat/1498393

 

Agora para tirar o bug da fonte:

  1. Rode o comando: $ sudo apt-get install fonts-powerline
  2. Altere o arquivo ~/.zshrc com suas configurações (recomendo o agnoster como thema)
    • Aqui você pode adicionar seus aliases ou quaisquer outras configurações do seu .bashrc
  3. Reinicie o computador / Faça Logout no sistema

 

Gerenciador seus dados no CTRL+C

Gerenciador de Clipper (excelente)

  • Apenas execute: $ sudo apt-get install glipper

Agora, próximo ao relógio vai aparecer um icone de uma prancheta, ao clicar você verá seu histórico de cópiar =)

 

Logs

Colorir seus logs:

  1. Apenas execute o comando: $ sudo apt-get install ccze
  2. Agora quando for ler logs: tail -f -n 15 arquivo.log | ccze

Tags: , , , , , ,